Dia Mundial da Internet Segura

Dia Mundial da Internet Segura

Gostamos de pensar que estamos seguros em casa, na rua ou no trabalho. No entanto há sempre perigos a espreita. Na Internet não será muito diferente, há sempre alguém à espera de uma oportunidade para praticar algo ilícito. Como diz o ditado “a ocasião faz o ladrão”.

Na vida real dependendo do que fazemos, por onde andamos e dos cuidados que tomamos podemos correr mais ou menos riscos. No ciberespaço é exatamente o mesmo.

Que acontece se deixarmos a porta de casa aberta, o carro destravado ou destrancado? Muitos de nos até temos alarmes em ambos para segurança acrescida. Também não temos por habito deixar a chave da porta a vista de todos, nem cartões de crédito e o seu PIN. Então por que razão o fazemos na Internet? Por que será que ignoramos o bom o senso e todas as condições de segurança?

Hoje é o “Dia Mundial da Internet Segura” por isso resolvemos relembrar de alguns cuidados a ter online.

Como navegar a Internet de forma segura

Dispositivos e sistemas atualizados e protegidos

Manter o sistema operativo atualizado e na sua versão mais recente. Os sistemas operativos mais recentes estão aplicam novas técnicas de segurança e as atualizações corrigem as vulnerabilidades que vão surgindo. Os sistemas operativos da Microsoft anteriores ao Windows 7 não são seguros, sendo o melhor o Windows 10 e o Windows XP (com cerca de 17 anos) o menos seguro.

Utilize um browser recente como o Chrome, Firefox, Opera ou Edge. Alem de permitirem melhores experiencias de navegação dispõem de mais mecanismos de proteção. As versões antigas do Internet Explorer não têm tanta seguras.

Aumente a segurança do seu computador instalando programas de proteção como antivírus, anti spyware ou firewalls.

Mantenha todos os seus dispositivos atualizados e protegidos, não só computadores, assim como smartphones e tablets.

Usar passwords seguras

Não deixe as suas passwords (palavras-chave) à vista de todos. Use palavras chave mais longas e complexas que exigem um maior grau de dificuldade para decifrar.

Não use palavras comuns como password e use sempre chaves diferentes para sítios diferentes. Se alguém tiver acesso à sua palavra-chave irá tentar usa-la noutros serviços.

As palavras: amor, deus, filha/filho, nomes dos animais de estimação e alguns "palavrões" não constituem passwords seguras.

Altere as suas passwords com regularidade. Se sentir que alguém descobriu uma das suas palavras-chave ou tentou leva-lo a revela-la, altere-a de imediato.

Emails e anexos

Quando ler emails e seguir as hiperligações (links) sugeridas certifique-se que estas redirecionam para o destino correto. Quando a pagina destino abrir pode ser exatamente o que espera, mas pode estar num sitio diferente e com intenções criminosas. Verifique na barra de endereços do seu browser se o endereço indicado e o esperado. O endereço poderá ser diferente do nome indicado na página ou ser apenas um endereço IP (por exemplo 196.10.5.1)

Use o bom senso e desconfie dos emails com títulos apetecíveis e que oferecem algo um pouco extraordinário como “as suas fotografias”, “tentamos entregar a sua encomenda”, “altere a sua password”. Porque razão um estranho lhe envia fotos? E ainda que se sinta tentado a ver as fotos, se abrir os anexos irá ter o seu computador comprometido. Se não espera uma encomenda, simplesmente apague o email ou reporte-o.

Os bancos, os setores do estado e as grandes companhias de serviços internet não lhe irão solicitar a alteração de passwords desta forma. Por norma os bancos fazem-no por telefone e o Estado por carta.

Comercio electrónico e websites em geral

Não confie facilmente em sítios de comércio eletrónico que ofereçam descontos ou preços inacreditáveis, sobretudo se não são empresas conhecidas. Tente averiguar quem são os proprietários, onde se localizam, se tem atividade aberta. Obtenha informações dos seus conhecidos, nas redes sociais e pesquisas nos motores de busca.

Prefira os sítios seguros. Estes sites usam certificados digitais e fazem encriptação dos dados que são transferidos enquanto navega. Alguns browsers mostram no lado esquerdo do endereço que o sitio usa certificados usando letras verdes ou o símbolo de um cadeado fechado. O endereço também deve indicar o protocolo HTTPS em vez de HTTP.

Leia sempre as “Condições de utilização” e os “Termos de Privacidade” dos sites em que se regista ou efetua compras. Nas redes sociais não mostre o local exato onde mora, onde trabalha ou os percursos que faz regularmente. As fotografias publicadas tambem podem indicar inadvertidamente quais são esses locais.

Ter cuidado com os sites que visita, sobretudo sites que possam oferecer artigos contrafeitos, conteudos ilegais ou atividades suspeitas. Estes websites por norma exploram as vulnerabilidades para os infectar com virus, roubo de identidade, roubo de documentos e vender software que não necessita.

Redes Sociais

Os menores de 13 anos por norma não podem ter perfis nas redes sociais. Mas, aqueles que o fazem com a monitorização dos pais não devem dar pistas sobre a escola e os espaços de diversão que frequentam.

Na internet e nas redes e fácil fazer roubos de identidade. Usar as fotografias de outras pessoas e criar perfis falsos com o intuito de enganar outros. Nem sempre podemos ter a certeza que a pessoa que se esconde do outro lado seja quem diz ser. Uma mulher na casa dos 20-30 pode ser na verdade uma rapariga de 14 anos e, um rapaz de 17 anos ser um adulto de meia-idade.

Não acredite em tudo o que lê. Existem muitos artigos e posts com rumores e noticias falsas (fake news). Há que os leia por serem divertidos, mas estes podem enganar os mais incautos. Antes de partilhar um artigo faca um “fact check” para verificar a sua autenticidade, fazendo uma pesquisa nos motores de busca. Por norma confie apenas nas publicações de nome e que saiba que são fiáveis. As redes sociais não devem ser a sua fonte de noticias.

Não se deixe deprimir por ver que os seus amigos têm uma vida mais interessante que a sua. As imagens enganam. Umas ferias baratas podem parecer muito boas se apresentarmos um conjunto de belas fotografias e alguns momentos de aparente diversão.

Os seus amigos têm muito glamour? Não se esqueça que há pessoas que tentam viver uma falsa vida criando fotos para impressionar os amigos com uma vida que não corresponde a realidade.

Não partilhe imagens e artigos que demostrem violência e que possam ferir a suscetibilidade de outros. Não se esqueça que há crianças e jovens que as podem ver. Estas imagens podem produzir danos psicológicos e induzir a violência e reprodução de atos semelhantes.

Há coisas que não se devem dizer em publico.

O que for publicado na internet e chats/messaging fica para sempre. Ainda que peça a sua remoção haverá sempre alguém que viu e guardou uma cópia.

Informação legal

O presente artigo na altura da sua leitura pode estar desatualizado. Durante a leitura dos artigos deve ser considerado o seu enquadramento pela data em que foram redigidos.

Este artigo poderá ser editado para ser mantido atualizado, remover imprecisões e adicionar ligações para outros artigos de conteúdo mais aprofundado.




publicado em 06 fevereiro 2018

por AssociaPRO



Voltar